Sociedade Musical Três de Maio será reinaugurada em Paraíba do Sul | JC Online

Sociedade Musical Três de Maio será reinaugurada em Paraíba do Sul




Nesta quinta-feira (03), acontece em Paraíba do Sul a reinauguração oficial da Sociedade Musical Três de Maio, em comemoração aos seus 114 anos. A Sociedade Musical Três de Maio (SMTM) é uma entidade sem fins lucrativos fundada em 1904. Seu trabalho como escola de música é reconhecido pelos cidadãos mais antigos do município de Paraíba do Sul. Porém, desde a década de 1970, não exercia suas funções.

 

No inicio de 2017, com a criação do conselho municipal de cultura, os eleitos para representar o segmento de musica, Leonardo Espírito Santo e Ademilson Ribeiro, passaram a trabalhar integralmente para recuperação da sociedade musical centenária e também do seu respectivo prédio, onde contaram com o apoio do atual Prefeito de Paraíba do Sul, Alessandro Bouzada e toda equipe da Fundação Cultural de Paraíba do Sul.

O evento de reinauguração conta com diversas atrações, entre elas:
- Choro da Véia;
- Banda Sinfonia Celeste;
- Kaio Trio;
- Toni Nascimento e Mateus Martins;
- Projeto Negro Sim (Grupo de Capoeira Balaio de Bambas);
- Paco Roco;
- Vinícius Piaz;
- Celinho Brandão e Banda;
- Coral de Alunos da Fundação Cultural de Paraíba do Sul.

Conta ainda com exposição de móveis e artesanato. A reinaguração acontece a partir das 18h, na Praça Marques de São João Marcos, Centro de Paraíba do Sul (Prédio do Bandas).

 

A história da Sociedade Musical Três de Maio

A sede da SMTM foi adquirida em 1940 por seus sócios, que viam uma forma de diversão e de se passar adiante a arte musical. Segundo relatos obtidos por antigos integrantes da entidade, que hoje residem em Paraíba do Sul, a escola de música, assim como a banda musical, não exerciam suas funções desde meados da década de 1970.

Com a composição do Segmento Musical do Conselho de Cultura de Paraíba do Sul, foi eleito conselheiro, Leonardo Espírito Santo e Ademilson Ribeiro, conselheiro Suplente. Leonardo Espírito Santo, mostrou a importância de uma entidade sem fins lucrativos e que a SMTM, proposta pelo vice-conselheiro Ademilson Ribeiro, permitiria que o coletivo musical sul-paraibano captasse recursos para seus projetos por intermédio de editais e seria uma entidade facilitadora das questões musicais do município.

Ao unir forças com membros do Segmento Musical do Conselho de Cultura, conselheiro suplente e também delegado da Ordem dos Músicos em Paraiba do Sul e região, Ademilson Ribeiro, apresentou documentos da Sociedade Musical Três de Maio. A ideia era desenvolver o projeto de resgate da entidade e de sua sede. Ademilson e Leonardo, perceberam o potencial da SMTM como entidade sem fins lucrativos para desenvolver projetos sociais e culturais, e passaram a trabalhar incansavelmente para a retomada da Sociedade. Foram descobertos documentos comprovando que o prédio localizado no coração de Paraiba do Sul, pertencia à SMTM. Após o desarquivamento de documentos relacionados à entidade, reuniões com o atual prefeito, o secretário de cultura e músicos locais, foi realizado um chamamento público.

Convocando uma nova votação para eleger a nova diretoria. Foram comunicados as autoridades do município, com convites protocolados, que hoje se encontram anexados à ata de eleição da nova diretoria, para ciência e comprovação da história. Foi composta uma equipe de trabalho por músicos onde foi eleita por unanimidade a chapa única, contando com 22 membros, incluindo o novo presidente, Ademilson Ribeiro, o vice presidente Leonardo Espirito Santo e seus diretores e cargos auxiliares.

E então, no mês de março de 2018, o atual prefeito de Paraíba do Sul, Alessandro Bouzada, percebendo a importância do funcionamento da SMTM, restituiu o prédio à nova diretoria. Hoje o coletivo dos músicos de Paraíba do Sul, possui um espaço para o aprendizado e produção cultural, em especial a música, com professores especializados em suas áreas de ensino.